Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Pardo

Para quem não conhecia, saiam enquanto é tempo...Para quem já conheceu, puxem duma cadeira...Vem aí a versão 2.0...

St. Music Day

Hoje tirei o dia para me dedicar em exclusivo à música...Não só arrumar os recantos mais negros do meu disco rígido, mas ouvir com alguma atenção algumas das últimas aquisições musicais...

Rui Reininho e a sua Companhia das Índias...Gostei...É um registo diferente do habitual mas do Reininho já espero tudo...Está bem conseguido...

Tim...Braço de Prata...Para mim, é sempre um prazer ouvir este gajo num registo diferente dos Xutos...Não que não goste, porque serei fâ até ao meu último dia...Simplesmente, porque estava a perder-se um excelente letrista numa base rítmica diferente...

Maria João e Mário Laginha...Chocolate...Magnífico...Como sempre...

Rita Guerra...Acústico...Já gostava antes...Passei a gostar um pouco mais...Não só ela tem uma voz descomunal mas as líricas são de deixar uma pessoa de boca aberta...

E pronto...Hoje foi dia de limpar a alma musicalmente...

Noite de fim de ano...

Já estamos em 2009, não é???Pois, parece que sim...E o que posso eu dizer da passagem de ano?

Bem, acima de tudo que já passou...Venha a próxima...Depois, que isto não seria o Gato Pardo se eu não começasse a abrir as hostilidades logo pela fresquinha...Vou dissertar sobre algumas coisas que observei na noite de fim de ano...

A primeira, é que o volume do áudio tende a subir consideravelmente à medida que o nível da garrafa de whisky desce...Pelas 9 da noite, ainda se falava sossegadamente...Pelas 10, a coisa já resvalava...Pelas 11, já existia uma discussão acesa sobre se o Darth Vader do "Star Wars" não teria um fétiche marado qualquer...Sim, porque aquela fatiota parece saída de uma casa de sado maso do sec. XXVIII...Pela meia noite, já se berrava alto e bom som enquanto se acordava a vizinhança com tachos e panelas...

Outra coisa que notei é que toda a gente se gaba de conseguir acender uma lareira, mas ninguém consegue fazer isso sem gastar a caixa das acendalhas inteira ou fazer com que a sala se pareça Londres numa noite de nevoeiro intenso (com a agravante, que pelo menos em Londres, se consegue respirar com nevoeiro...Este nevoeiro arranha um bocadito na garganta...)...Acender uma lareira tem alguma escola...Primeiro, se a dita é fumosa, nada feito...Podes ser o Lareira Master que dali não fazes nada...Ou como diz um amigo meu, se a gaja (a lareira...) não chupar bem (o ar, o ar, seus badalhocos...), nada feito...Depois convém ter lenha em condições...Azinho é uma boa opção...Ah, e convém que sejam troncos mais pequenos que sequóias...Se a lareira fosse fechada, até podia meter lá o skate do meu vizinho, what do i care...Mas não...Aquilo requer alguma técnica...O engraçado da questão é ver um gajo já meio tocado a olhar para uma lareira como se aquilo fosse um reactor nuclear...Vou transcrever aqui um pequeno diálogo...

- Olha lá...cof, cof...Não me queres vir dar uma ajuda??? - disseram-me.

- Não...Para fumo já me basta o cigarro...

- Pá, cof...Mas acho que aquilo já está bom...Cof, cof...

- Sim, para fumeiro está no ponto...Vai buscar os chouriços e as linguiças...

- Não sejas assim...Cof, cof...Mais 5 minutos e isto está porreiro...

- Sim, porreiro para brincar às escondidas...Não se vê um corno, pá...

- Então não se vê, pá???Eu estou-te a ver...

- Não pá...Tás a falar com o bengaleiro, meu camelo... - dizia eu do outro lado da sala...

Resumindo...Uma noite de fim de ano porreira...

Pág. 3/3

Uma caixinha catita que permite pesquisar as entranhas dos últimos anos de posts. Muito útil, principalmente porque nem eu já me lembro de metade do que escrevi...

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Licença

Licença Creative Commons
Este obra para além de estar razoavelmente bem escrita (se assim não fosse, não havia tanta gente a plagiá-la), está também licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D